A evolução das artes marciais

A história das artes marciais é essencialmente baseada em uma tradição oral. Muito pouco foi, de fato, escrito até tempos recentes. Qualquer pessoa que se dedique a estudar o grande espectro das artes marciais vai logo perceber que muito da história é contraditória. Não é incomum encontrar uma arte marcial que trace suas origens ao “início dos tempos”. Estórias específicas são frequentemente delineadas como fatos, quando podem ser apenas anedotas ou conexões frouxas de mitos sem fundamento.

A história da maior parte das artes marciais está intimamente entrelaçada com as civilizações e culturas a que estão associadas. Algumas culturas deixaram evidências escritas ou visuais, outras não.

Habilidades de luta existiram, claro, desde o início dos tempos e foram desenvolvidas concomitantemente em muitas regiões geográficas. Estas habilidades iniciais, utilizadas por humanos primitivos para caça ou proteção, eventualmente evoluíram para artes marciais mais sofisticadas. Enquanto os meios de transporte e comunicação se aperfeiçoaram, influências culturais e guerras permitiram sociedades vizinhas observar e absorver habilidades marciais de fontes externas. Acredita-se que o budismo, um importante elemento na cultura coreana, chinesa e japonesa, originou-se na Índia e subsequentemente espalhou-se pelo centro, leste e sudeste da Ásia. Muitos monges budistas e taoístas praticavam artes marciais e transmitiam suas ideias e técnicas nestas diferentes culturas.

As mais antigas evidências específicas de arte marcial de mãos vazias vêm do Egito, Grécia, Creta e Índia, embora seja provável que outros sistemas marciais existiram em outras áreas. Imagina-se que a migração das artes marciais da China e Índia para regiões vizinhas influenciou o desenvolvimento de artes marciais nativas em toda a Ásia. Entre as artes que emergiram entre os anos 400 e 1650 estão: Aiki-Jujutsu, Bushido, Kenjutsu, Kung Fu, Nen Ryu, Ninjutsu, Silat, Subak, Sumo, Tai Chi Chuan, Te, Yawara e Win Chun.

(Este texto foi originalmente escrito em Inglês, e pode ser encontrado no livro “Hapkido: Traditions, Philosophy, Technique” de Mark Tedeschi, publicado pela editora Weatherhill pela primeira vez em 2000. Para esta tradução foi utilizada a sexta edição, de 2013.)



Hap Ki Do

O Caminho da Energia Harmoniosa, ou Hapkido, é uma arte marcial de defesa pessoal coreana. Surgiu com influência de vários estilos de lutas chinesa, japonesa e coreana, o que explica sua variedade de movimentos.

 



Tae Kwon Do

O caminho dos pés e das mãos através da mente. Apesar de ser uma luta, possui, assim como quase todas as artes marciais, uma filosofia que consiste na valorização da perseverança, integridade, auto-controle, cortesia, respeito e lealdade.